Um duelo particular travado entre ex-prefeitos de duas grandes cidades do Rio Grande do Sul marcou o debate da Band, em 16 de agosto. No terceiro bloco do programa, Jairo Jorge (PDT), que foi prefeito de Canoas, escolheu Eduardo Leite (PSDB), ex-prefeito de Pelotas, para lhe fazer uma pergunta. O tucano questionou o pedetista sobre os índices de educação da cidade que governou, iniciando uma disputa sobre quem obteve o melhor desempenho na área.

Bruno Moraes, do Filtro Fact-checking

A desburocratização do estado é um tema frequente na campanha de Jairo Jorge (PDT) ao governo do Rio Grande do Sul. No debate entre os concorrentes ao Piratini promovido pela TV Bandeirantes em 16 de agosto, Jairo afirmou que o licenciamento ambiental no RS leva 900 dias. O documento é necessário para a instalação de novos empreendimentos que possam gerar impacto no meio ambiente. 

Taís Seibt, do Filtro Fact-checking

Entrevistado na manhã de quarta-feira, 8 de agosto, pelos jornalistas Patrícia Comunello (Jornal do Comércio) e Renato Dornelles (Diário Gaúcho) no Painel Eleitoral ARI 2018, Jairo Jorge (PDT) falou sobre a situação econômica do estado que pretende governar. Checamos três dados citados pelo candidato pedetista ao Piratini.

Taís Seibt, do Filtro Fact-checking

Primeiro a lançar a pré-candidatura ao governo do Rio Grande do Sul para as eleições de 2018, Jairo Jorge (PDT) tem como principal argumento de campanha o desempenho de sua gestão como prefeito de Canoas, quarto maior município gaúcho. Jairo governou a cidade da Região Metropolitana por dois mandatos, de 2009 a 2016, quando ainda era filiado ao PT.

Por Emerson dos Santos, Mariana Barcellos e Natalia Henkin*