O desembargador do Tribunal de Justiça do Piauí, Edvaldo Moura, esclareceu que, embora tenha decidido em caráter liminar que o Instituto de Desenvolvimento do Piauí (IDEPI) pagasse um valor milionário à construtora CAXÉ, ele voltou atrás em sua decisão 23 dias depois, próximo ao Natal de 2015.

Por Rômulo Rocha – De São Raimundo Nonato

Publicada originalmente no dia 24/05/2016 em Portal180

AÇÃO JUDICIAL
Caxé, empreiteira de Gustavo Macedo, sobrinho do ex-conselheiro do TCE Sabino Paulo, está entre as mais de 10 envolvidas na suposta fraude que teria superfaturado mais de R$ 13 milhões e superfaturaria mais se não tivesse existido denúncias, segundo se infere dos relatórios técnicos já prontos. O 180iniciou há algum tempo a cobertura do caso e já falou sobre quase todas as empreiteiras. A Caxé, no entanto, foi a única a ingressar com uma ação judicial contra três jornalistas do portal, incluindo o titular do Blog Bastidores, e o próprio portal, com uma lunática narrativa jurídica.

Por Rômulo Rocha – De Brasília

Publicada originalmente no dia 07/07/2017 em Portal180