Pensamento – Jornalismo e Direitos Humanos

 

Um misto de Slow e Watchdog Journalism. 

Jornalismo em profundidade, preciso, honesto e analítico, feito sem pressa, para fazer pensar. 

Sem periodicidade definida, só lançamos uma edição quando temos algo realmente relevante para contar. 

Edições

Edição Especial "Censura Jamais"

— Marco Antônio Villalobos reconstituiu a história das práticas de censura no mundo e  revela que a imprensa brasileira já nasceu sob censura prévia.

— Tiago Mali, coordenador do Projeto CTRL+X, da Abraji, mapeou quem tenta esconder informações da internet no Brasil.

— Rômulo Rocha, do portal Piauí 180 Graus, revela os bastidores de um processo  que culminou em mais de 20 reportagens censuradas pela justiça.

Revista Pensamento #03

— Aos 50 anos da morte do guerrilheiro Che Guevara, nossa reportagem foi conferir como era a relação do mito com a família, pelos olhos do irmão caçula.

— Marco Antônio Villalobos entrevistou o Prêmio Nobel da Paz de 1980, Adolfo Pérez Esquivel. O que ele disse nunca foi tão atual.

— Renan Antunes de Oliveira conta, em detalhes, quem era o reitor da Universidade Federal de Santa Catarina e o que o teria levado a cometer suicídio.

Revista Pensamento #02

— Luiz Cláudio Cunha descarnou a onda de demissões do maior império de comunicação do sul do país em “A tesoura que assombra a RBS”.

— Renan Antunes de Oliveira rolou, disfarçado de mendigo, pelas ruas da ilha da magia procurando a turma do Crack.

Leia estas reportagens, de dois mestres do jornalismo brasileiro, na edição #02 da Revista Pensamento.

Se preferir, compre a edição impressa aqui

Revista Pensamento #01

— “Uma sepultura para Teodoro Recalde”, a história do índio que foi perseguido além da morte, por Renan Antunes de Oliveira.

— “A Escolha de Loreni”, ele é um mendigo, mas vive, praticamente como nós, por Tiago Lobo.

— Geneton Moraes Neto dá dez conselhos a jovens jornalistas.

Se preferir, compre a edição impressa aqui

Revista Pensamento #00

— “O pichador das alturas”, jovem escalou 16 andares de prédio, de mãos nuas, para praticar atos de vandalismo, por Rafaela Ely.

— “Farda nunca mais”, conheça a história do soldado que foi estuprado no quartel de Santa Maria. Reportagem de Renan Antunes de Oliveira.

Edição disponível em inglês e espanhol

Se preferir, compre a edição impressa aqui

Nossa história

Criada em 2011, pelo jornalista Tiago Lobo, como um projeto universitário de uma revista interativa multiplataforma de “reportagens que façam pensar” para a PUCRS, a  Pensamento se tornou uma válvula de escape para a publicação de um modelo de jornalismo em baixa na imprensa brasileira.

Referenciada como uma das primeiras revistas para tablets do Brasil, a Pensamento teve três edições e dois encartes especiais, produzidas de forma independente, sem publicidade ou financiamento, e com apoio das empresas brasileiras MagTab e Newex que forneceram as tecnologias de publicação gratuitamente.

A revista contou com a participação de jornalistas reconhecidos nacionalmente que acreditaram no projeto como Geneton Moraes Neto, Luiz Claudio Cunha, Renan Antunes de Oliveira (três vencedores de prêmios Esso de reportagem), Marco Antônio Villalobos, Carlos Alberto Di Franco (Professor do Master em Jornalismo da universidade de Navarra), Rodrigo Lopes (Prêmio Internacional de Jornalismo Rei da Espanha).

O trabalho sempre foi feito de forma voluntária como uma plataforma e um meio de exercitar o jornalismo de fôlego, com ênfase nas narrativas humanizadas e pautas focadas em análises e denúncias sobre violações de Direitos Humanos.

O antes e o depois

A Revista Pensamento passou por um redesign em 2016, quando começamos a trabalhar na criação da primeira ONG de Jornalismo e Direitos Humanos do Rio Grande do Sul. Abaixo você pode conferir a evolução da marca.