Em entrevista ao Jornal do Comércio, de Porto Alegre, publicada em 26 de agosto, o candidato do PT ao Palácio Piratini, Miguel Rossetto, tratou de temas relacionados à violência. O petista classificou como “desastrosa” a gestão de seu oponente, José Ivo Sartori (MDB), na área da segurança pública. Entre as justificativas para o posicionamento, Rossetto mencionou a quantidade de chacinas promovidas no Rio Grande do Sul.

Bruno Moraes, do Filtro Fact-checking

O petista Miguel Rossetto, candidato ao Palácio Piratini, mencionou, em entrevista ao Jornal do Comércio, de Porto Alegre, publicada em 26 de agosto, a necessidade de mudar a gestão das polícias civil e militar do Rio Grande do Sul. Ele destacou que o Judiciário terá “papel importante” nesse processo, caso seja eleito. Para Rossetto, é preciso repensar o sistema prisional.

Bruno Moraes, do Filtro Fact-checking

Em entrevista ao Jornal do Comércio de Porto Alegre, o candidato ao governo do Rio Grande do Sul pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Miguel Rossetto, chamou atenção para o quadro da segurança pública no Estado. Ele comparou os resultados dos três primeiros anos do atual governo (de José Ivo Sartori, MDB, que concorre à reeleição) com os três primeiros de seu antecessor, seu colega de partido, Tarso Genro.

Naira Hofmeister, do Filtro Fact-checking

Na busca pela reeleição, José Ivo Sartori (MDB) tem na segurança pública um de seus principais desafios para convencer os gaúchos de que ele deve continuar no Palácio Piratini. Somente a taxa de homicídios cresceu 47,7% no Rio Grande do Sul entre 2011 e 2016, de acordo com o Atlas da Violência 2018, do Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea).

Taís Seibt, do Filtro Fact-checking

Sabatinado pelas jornalistas Alexandra Zanela (Padrinho Conteúdo) e Débora Cademartori (Zero Hora) no Painel Eleitoral ARI, o governador José Ivo Sartori (MDB), que concorre à reeleição no Rio Grande do Sul, falou sobre a dificuldade de equilibrar os gastos do estado com a folha de pagamento e destacou medidas de seu governo na segurança pública. Mas se equivocou ao dizer que chamou todos os concursados da área.

Taís Seibt, do Filtro Fact-checking

Um duelo particular travado entre ex-prefeitos de duas grandes cidades do Rio Grande do Sul marcou o debate da Band, em 16 de agosto. No terceiro bloco do programa, Jairo Jorge (PDT), que foi prefeito de Canoas, escolheu Eduardo Leite (PSDB), ex-prefeito de Pelotas, para lhe fazer uma pergunta. O tucano questionou o pedetista sobre os índices de educação da cidade que governou, iniciando uma disputa sobre quem obteve o melhor desempenho na área.

Bruno Moraes, do Filtro Fact-checking

No debate da Band, em 16 de agosto, Eduardo Leite (PSDB) e Jairo Jorge (PDT) discutiram dados sobre educação nas cidades em que foram prefeitos. Leite governou Pelotas, terceiro município mais populoso do RS, de 2013 a 2016, enquanto Jairo foi prefeito de Canoas, quarta maior cidade gaúcha, por dois mandatos (2009-2016).

Bruno Moraes, do Filtro Fact-checking