O relato de uma perseguição policial tecnicamente perfeita

Dona Suzana disse que o neto avisou um dia antes de morrer que todos os problemas acabariam no feriado do Dia do Trabalho: “Acho que ele sabia o que aconteceria”, conta ela, sem derrubar uma lágrima sequer pelo menino que criou.

Por Renan Antunes de Oliveira

Com Ana Lúcia Mohr, Carlos Matsubara, Daniela de Bem e Paula Bianchi
Publicado originalmente em Jornal JÁ

 


As três últimas casas antes da rua virar mato são de madeira, pintadas de azul, verde e branco. Na azul, com uma roseira carregada de flores vermelhas, morava Viviane, 14 anos. Na verde vive Tati, 13. A branca é de Clairton, 17, primo de Viviane, apaixonado por Tati. O ódio entre as meninas adolescentes foi maior do que aquele pequeno pedaço do mundo e transbordou em tragédia.

Por Renan Antunes de Oliveira

Publicado originalmente em Jornal JÁ