Jairo Jorge (PDT) está correto ao afirmar que Canoas tem Ideb melhor do que Pelotas

Jairo Jorge (PDT) foi questionado sobre indicadores de educação no debate da Band (Foto: João Mattos/Metro Jornal)

Um duelo particular travado entre ex-prefeitos de duas grandes cidades do Rio Grande do Sul marcou o debate da Band, em 16 de agosto. No terceiro bloco do programa, Jairo Jorge (PDT), que foi prefeito de Canoas, escolheu Eduardo Leite (PSDB), ex-prefeito de Pelotas, para lhe fazer uma pergunta. O tucano questionou o pedetista sobre os índices de educação da cidade que governou, iniciando uma disputa sobre quem obteve o melhor desempenho na área.

Bruno Moraes, do Filtro Fact-checking

O Truco nos Estados – projeto de checagem de fatos da Agência Pública, feito no Rio Grande do Sul em parceria com o Filtro Fact-checking – verificou diversas frases do debate da Band e conferiu os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) das duas cidades: o desempenho de Canoas é melhor do que o de Pelotas.

“Encerrei [meu mandato] em Canoas com 5, e vocês [Pelotas] com 4,8 [no Ideb]. Portanto, os indicadores da minha cidade são melhores do que os da tua”.

A discussão começou com uma pergunta de Eduardo Leite, que usou um dado sobre o baixo crescimento da aprendizagem de matemática por alunos do 5º ano em Canoas no biênio 2013-2015.

Jairo acertou os índices ao final dos mandatos dele e de Leite. Ambos de fato melhoraram, encerrando a gestão com 5.0 e 4.8, respectivamente. Além disso, as notas do Ideb do 4º e do 5º anos de Canoas são superiores às de Pelotas desde 2005, quando começou o levantamento.

Outro fator que corrobora a afirmação do pedetista é que Canoas bateu a meta em quatro das cinco avaliações, enquanto Pelotas teve desempenho positivo em duas ocasiões.

A declaração de Jairo Jorge ao comparar os resultados de Pelotas e Canoas no Ideb, portanto, condiz com os indicadores, sendo classificada pelo Truco nos Estados como ‘Verdadeira’.

Vale pontuar que Jairo Jorge exerceu dois mandatos em Canoas, governando o município de 2009 a 2016. Nesse período, a cidade manteve resultados acima da meta no Ideb em 2009, 2011 e 2013. Em 2015, a cidade não alcançou a meta, mas ainda assim cresceu. Eduardo Leite foi prefeito de Pelotas no exercício de 2013 a 2016, intervalo no qual a cidade melhorou significativamente seu desempenho no Ideb, porém não atingiu a meta.

Relacionados