Descomando militar

O Comando da 3ª Região do Exército Brasileiro resolveu brincar de polícia e ladrão em via pública, às 14h de hoje, na avenida Silveiro com Dona Augusta, em Porto Alegre.

Por Tiago Lobo

 


Imaginem a cena: ao cruzar a rua você se depara com um carro branco, parado, com três homens com máscaras ninja e armas de grosso calibre e três soldados apontando armas para eles. E um tiroteio de festim acontece.

Sem perímetro, sem identificação do veículo e sem qualquer sinalização para o transeunte que, em um cenário de violência urbana, é pego de surpresa no meio de uma troca de tiros.

Um Sargento informa, com a prepotência e grosseria que é típica em muitos homens da corporação, que a Brigada Militar foi informada por meio de um ofício. O que não resolve nada. E se coloca como autoridade da via pública até encolher as orelhas após ouvir as reclamações de uma Tenente da reserva do exército, sua superior hierárquica, que presenciou o fato e viu um senhor apavorado no carro de trás.

A Brigada Militar informa, via 190, que não pode fazer nada visto que os verde-olivas são federais. Cabendo, apenas, reclamar com o 3º Comando, que optou por deixar um cidadão mofando no seu teleatendimento.

Agora é aguardar que a imprensa apure o fato e que o Quartel General do Exército 3ª RM preste esclarecimentos à sociedade.

E ensine suas crianças que o lugar deste tipo de brincadeira é apenas dentro do seu cercadinho.

Relacionados