William Waack se deu mal. Não surpreende. Como tantos outros “formadores de opinião” da grande imprensa. Já colecionava desafetos e já tinha levado algumas bordoadas ao vivo de colegas, devido ao tratamento estúpido que oferecia.

Mas fiquem atentos: tomou um gancho, vai ficar de escanteio e em seis meses está de volta com a bola toda. Quando ninguém mais lembrar do caso.

Por Tiago Lobo

Diga a um sulista que você vai a Rondônia e prepare-se para as chacotas envolvendo onças, jacarés e sucuris. Vista do alto, Vilhena (foto acima), um dos pólos econômicos do sul rondoniense, a 600 quilômetros de Porto Velho (RO) e igual distância de Cuiabá (MT), parece mesmo uma clareira no meio da floresta. Vista de dentro, é uma daquelas cidades de identidade cultural difusa, na qual traços de povos originários resistem com dificuldade diante de migrantes que abriram picadas na mata para plantar soja e criar gado na região amazônica.

Por Taís Seibt

Publicado originalmente na Revista Trendr