Está identificado, com nome, sobrenome e endereço, o espírito que há meses assombra com cortes e demissões a RBS, o maior grupo de mídia do sul do Brasil, a 27ª empresa no ranking das 100 maiores do Rio Grande do Sul.

Por Luiz Cláudio Cunha