Foi um golpe duro no espírito dos estudantes e da professora de uma renomada universidade brasileira ser feitos de reféns da ignorância alheia dentro de um ambiente de estudo. Eles ficaram dez minutos sob a mira de um revolver e trocaram celulares, tablets e notebooks pela própria vida.
Foi por um triz que ninguém saiu ferido.

Por Tiago Lobo