Um ano de conquistas

Não fazíamos ideia de que chegaríamos até aqui, mas 2017 foi um ano muito importante para a Pensamento.org. Se começamos de forma tímida, colocando nosso site no ar ali por março, no segundo semestre publicamos matérias relevantes, uma dúzia de documentários, republicamos 17 reportagens censuradas, lançamos uma campanha nacional para combater os censores e editamos duas revistas – uma delas premiada em dezembro.

Abaixo, os nossos melhores momentos.

Por Tiago Lobo
Publisher da Pensamento.org

 

Voltamos!


Na Revista Pensamento #03 um mestre da reportagem, Renan Antunes de Oliveira, contou quem era o reitor da Universidade Federal de Santa Catarina e o que o teria levado a cometer suicídio.

Nosso repórter Marco Antônio Villalobos viajou para a Argentina e nos brindou com três reportagens internacionais:  aos 50 anos da morte do guerrilheiro Che Guevara, nossa reportagem foi conferir como era a relação do mito com a família, pelos olhos do irmão caçula. Uma entrevista com o Prêmio Nobel da Paz de 1980, Adolfo Pérez Esquivel, e outra com uma avó da praça de maio.

Estas reportagens viraram o especial “Argentina, ecos e vozes: o pacificador, a ativista e o guerrilheiro” e o documentário “Argentina – Ecos e Vozes” que você pode conferir abaixo.

Além disso, o jornal Correio do Povo republicou duas de nossas reportagens em um caderno especial editado pelo influente jornalista Juremir Machado da Silva.

“Villalobos é um jornalista dos bons que, com jovens jornalistas como Tiago Lobo, fundou a Pensamento.org, uma produtora de conteúdos. Para começar em grande estilo, foi a Buenos Aires e entrevistou o prêmio Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel e o irmão de Che Guevara, Juan Guevara. Jornalismo cultural se faz com parcerias e ideais. O leitor é quem fica com o resultado.”, escreveu Juremir em seu blogue.

 

Contra o racismo


Um dos modelos que ilustram nossa campanha “A verdade importa” não é negro por acaso.

Em 2017 nossa repórter, Taís Seibt, teve a oportunidade de ouvir e contar a história de Gabriel Vieira, um homem detido durante um show da banda Coldplay por conta da cor da sua pele.

Esta história e o seu desfecho parcial, com um movimento de solidariedade de pessoas que resolveram levar Gabriel para um segundo show, em Porto Alegre, para que ele pudesse assistir o espetáculo que fora impedido, foi impactante para o país em um momento em que o apresentador da Rede Globo, William Waack, foi exposto em comentários racistas.

William Waack ao falar com o desleixo e naturalidade que falou das “coisas de preto”, se portou não como um jornalista, que se compromete, em seu juramento, com a defesa da declaração universal dos direitos humanos. Waack teve, publicamente, a sua pior faceta revelada: a de um homem que pensa como seus antepassados, aqueles que foram senhores de escravos.

Tempestade na pele: uma história sobre preconceito e solidariedade

Contra a Censura


A Pensamento.org foi crucial no combate à censura imposta ao Portal 180″.

O jornalista Rômulo Rocha, titular do Blog Bastidores 180, do Portal Piauí 180 graus, foi censurado por uma juíza do Piauí e teve mais de vinte reportagens retiradas do ar pela justiça a pedido de um empresário investigado por corrupção em um dos maiores escândalos daquele estado. A Pensamento.org recuperou 17 reportagens censuradas via cache do Google e as republicou e manteve no ar até que a decisão da juíza fosse revertida no STF. E foi.

Após a decisão produzimos uma edição especial da Revista Pensamento e lançamos uma campanha chamada “Censura Jamais”, e dedicamos mais de 100 páginas para combater a censura no Brasil imposta entre outros, pelo poder judiciário.

Marco Antônio Villalobos reconstituiu a história das práticas de censura no mundo e no nosso país, e revelou que a imprensa brasileira já nasceu sob censura prévia. Tiago Mali, coordenador do Projeto CTRL+X, da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), mapeou quem tenta esconder informações da internet no Brasil. Luiz Cláudio Cunha contou, em detalhes, como um ex-governador do estado do Rio Grande do Sul utilizou o judiciário para asfixiar as contas de um pequeno e combativo jornal gaúcho que cometeu o crime de fazer jornalismo do mais alto nível. E Rômulo Rocha, do portal Piauí 180 Graus, revelou os bastidores de um processo  que culminou em mais de 20 reportagens censuradas pela justiça.

Por este trabalho fomos premiados com o 2º lugar na Categoria Especial do 34º Prêmio de Jornalismo e Direitos Humanos, promovido pela OAB-RS e Movimento de Justiça e Direitos Humanos de Porto Alegre.

Conheça a edição premiada clicando sobre a imagem abaixo. 

Em texto publicado no Portal Piauí 180 graus, o jornalista Rômulo Rocha definiu a edição da “Revista Pensamento – Censura Jamais” como “um libelo à liberdade de imprensa” que “reúne grandes nomes no Brasil para tratar desse mal que assola o país e busca calar jornalistas: a temível censura”.

Pois a verdade importa!


Em novembro anunciamos que o “Filtro”, nosso projeto de Fact-Checking, estava chegando. E ele chegou.

Sob coordenação da jornalista Taís Seibt, durante as eleições de 2018 vamos checar se o que os candidatos gaúchos para Presidente da República, Governadores, Senadores, Deputados Federais e Deputados Estaduais estão dizendo em suas campanhas pode ser comprovado. Seguiremos a metodologia do Projeto Truco, da Agência Pública, e vamos somar forças para buscar a verdade nesta miríade de declarações e informações desencontradas que brotam na corrida eleitoral.

Iremos fundo, pois a verdade importa.

 



 

Relacionados